Brasil é o país da AL que mais usa a IA no trabalho

do Brasil
Imagem ilustrativa – Empresas usando cada vez mais Inteligência Artificial [Criador: yayimage | Crédito: pt.pngtree.com]

O Brasil é o pais da América Latina (AL), que mais usa a inteligência artificial (IA) no ambiente do trabalho, de acordo com um estudo recente. Essa pesquisa, realizada anualmente pela Universidade de Stanford nos Estados Unidos e publicada no Artificial Intelligence Index Report 2024, revela que o Brasil apresenta um entusiasmo crescente pela IA, indo na contramão da tendência global.

No geral, o estudo apresenta um panorama positivo para o futuro da IA no Brasil. O país possui os ingredientes necessários para se tornar um líder global em pesquisa, desenvolvimento e aplicação dessa tecnologia, desde que sejam superados os desafios mencionados.

O investimento em educação, a criação de um marco regulatório adequado e a promoção de um debate público sobre os aspectos éticos da IA serão cruciais para garantir que essa tecnologia seja utilizada para o bem da sociedade brasileira.

 

Fatores que contribuem para liderança do Brasil

O estudo aponta diversos fatores que contribuem para essa liderança brasileira:

– Forte investimento em pesquisa e desenvolvimento: o Brasil possui um número significativo de universidades e centros de pesquisa dedicados à IA, impulsionando a criação de novas tecnologias e soluções inovadoras.

– Adoção da IA por empresas: diversas empresas brasileiras, em diferentes setores, estão reconhecendo o potencial da IA para otimizar processos, aumentar a produtividade e aprimorar a experiência do cliente.

– Incentivo governamental: o governo brasileiro tem demonstrado um compromisso com o desenvolvimento da IA, lançando iniciativas como a Estratégia Brasileira de Inteligência Artificial (EBIA) e o Projeto Nacional de Inteligência Artificial (PNIA).

 

Desafios do Brasil para se manter na vanguarda do IA

do Brasil
Imagem ilustrativa – IA já é utilizada em todo território brasileiro.

Apesar do entusiasmo e do potencial promissor, o estudo também destaca alguns desafios que o Brasil precisa enfrentar para se manter na vanguarda da IA na América Latina:

– Desigualdade no acesso à educação e qualificação: a falta de mão de obra qualificada em áreas como ciência da computação e engenharia pode dificultar o desenvolvimento e a implementação de soluções de IA em larga escala.

– Necessidade de um marco regulatório: a ausência de leis e regulamentações específicas para a IA pode gerar incertezas e riscos para o desenvolvimento da tecnologia.

– Preocupações éticas: é fundamental garantir que a IA seja utilizada de forma ética e responsável, evitando vieses discriminatórios e a perpetuação de desigualdades sociais.

 

Maiores informações

– Estratégia Brasileira de Inteligência Artificial (EBIA): https://www.gov.br/mcti/pt-br/acompanhe-o-mcti/transformacaodigital/arquivosinteligenciaartificial/ebia-summary_brazilian_4-979_2021.pdf

– Projeto Nacional de Inteligência Artificial (PNIA): https://www.gov.br/mcti/pt-br/acompanhe-o-mcti/transformacaodigital/inteligencia-artificial

– Índice de Inteligência Artificial 2024: https://ai100.stanford.edu/

– Núcleo Jornalismo: https://nucleo.jor.br/curtas/2024-05-03-brasil-o-pais-da-ia/

 

Saiba mais

Governo federal vai elaborar Plano Nacional de Inteligência Artificial

ChatGPT vs. Gemini: qual a melhor IA para as MPEs?

Além do ChatGPT: as mais poderosas inteligências artificiais

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*