Já imaginou qual será a próxima revolução tecnológica? A estimativa é sobre os computadores quânticos. Saiba mais!

Desde o início da história da computação, o conceito binário básico é a mesma: o significa falso e um significado verdadeiro. Contudo, essas simples dualidades lógicas explicadas pela máquina torna-se a base da digitalização de tudo (suas imagens, música, vídeo, texto), todas as coisas podem ser convertidas em zeros e uns. Todos os algoritmos que compõem os programas e aplicativos que usamos em PCs ou telefones celulares são combinações de números.

Publicidade

Cada um desses algoritmos é chamado de “bit”. Atualmente, o computador é o suficiente para dar conta de inúmeras tarefas, mas, com a ajuda de outras tecnologias, podemos realizar essas tarefas com maior agilidade. No entanto, existem alguns desafios que a computação comum nunca pode resolver, simplesmente porque não há capacidade suficiente para resolvê-los. Para isso, a ciência está comprometida com o desenvolvimento de computadores quânticos.

O que são computadores quânticos?

Primeiramente, esses computadores não foram feitos para ficar em cima de uma mesa e não cabem no bolso. Mas, eles são extremamente frágeis necessitando de temperaturas abaixo de zero. Essas máquinas são dispositivos capazes de realizar cálculos e algoritmos complexos. Tudo isso, por meio das informações que são armazenadas em sistemas quânticos (átomos, moléculas, prótons, fótons e elétrons).

Publicidade

Com isso, eles usam ‘’bits quânticos’’, que com a natureza essa categoria de computador pode fazer tarefas que demorariam um prazo de mais de milhares de anos se fossem feitos por computadores tradicionais.

O nome quântico varia diretamente da física, que possibilita duas dualidades irem além dos ‘’bits’’ tradicionais. Por isso, os computadores quânticos estão sendo desenvolvidos para superar os tradicionais zeros e uns. Então, para chegar nesses objetivos é preciso de bastante tempo para o desenvolvimento.

Publicidade

O que são bits quânticos?

Contudo, eles são chamados de qubits. Eles significam um enorme avanço se comparado com os de computadores eletrônicos. O sistema quântico pode mostrar, por exemplo, os estados 0 e 1, simultaneamente. Então, na prática a situação ganha uma proporção exponencial, se aumentado o número de bits o sistema dobra a capacidade computacional, que faz o resultado em uma escala rápida e acelerada.

Como é a supremacia quântica?

Recentemente, o Google anunciou que desenvolveu um processador quântico, que é chamado de ‘’Sycamore’’. Essas expressões e palavras não são muito comuns, mas são extremamente importantes, isso porque esses computadores conseguem solucionar com agilidade e rapidez uma atividade que demoraria quase 10 mil anos para serem feitos, ou não poderia nem ser resolvido com um computador clássico.

Os impactos negativos e positivos da quântica

Entretanto, nem tudo é positivo, isso quer dizer que se essas máquinas ficarem um bom tempo nas mãos de empresas grandes ou ate mesmo do governo, o risco da nossa privacidade estaria em jogo. Isso porque não existe uma criptografia capaz de barrar um computador quântico. Então, a pessoa que possuir esse sistema terá acesso livre a informações de qualquer pessoa.

Agora, pense quantos segredos serão descobertos e podem ser roubados com a maior facilidade do mundo. Por isso, é importante que depois de uns anos os computadores tradicionais sejam trocados por um quântico para que todos tenham os mesmos direitos. Todavia, o lado positivo é que fabricantes de veículos já utilizam essas máquinas para executar funções como simulações que procuram buscar a melhor escolha de bateria para automóveis elétricos, essa máquina permite reduzir os gastos e otimizar tempo.

Google lançará campus exclusivo para estudos de computação quântica

O Google revelou nesse mês que inaugurou um campus dedicado à tecnologia de computação quântica e à pesquisa e desenvolvimento. O complexo ficará localizado em Santa Bárbara, na Califórnia, onde os laboratórios de pesquisas de hardware e a fábrica de processadores quânticos ficarão. O fundamental é construir um computador quântico que demore menos de dez anos para encontrar soluções para problemas globais urgentes, por exemplo o uso de energia sustentável e garantir novas descobertas científicas.

Por isso, de acordo com a empresa, é necessário “simular a natureza com altíssima precisão”, o que não é possível com os computadores clássicos. Para isso, o Google está procurando um sistema que possa acelerar a descoberta científica e garantir inteligência artificial de ponta, baterias melhores, medicamentos mais eficientes, etc.

Uma das primeiras etapas se concentrará em estender a confiabilidade dos qubits físicos. Com isso, o Google tem planos de fazer 1 milhão de qubits, que irão funcionar para corrigir erros de computadores comuns. Recentemente, os sistemas são instáveis com 100 qubits.

Em suma, é importante estarmos atentos as tecnologias que vem chegando, elas modificam a nova vida diretamente ou indiretamente. Mas, esses sistemas quânticos podem facilitar a nossa vida futura, como já vem de tal maneira que poderemos escrever um arquivo no Word e inserir, por exemplo, no jogo do ‘’Call of Duty’’.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR: WhatsApp lança sistema para transferência e pagamentos em dinheiro por meio do Facebook Pay

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*