Lâmpadas Inteligentes: Saiba como funciona e se realmente ajudam a economizar energia

Ultimamente a conta de luz tem nos causado  um susto, não é mesmo? Afinal, com o período de seca no qual estamos passando, o preço das hidroelétricas foram as alturas, fazendo com que a energia elétrica aumentasse o dobro nos últimos meses. Segundo o Ministério de Minas e Energia, a taxa de aumento foi de 6,78% na média dos consumidores.

Publicidade

No entanto, as lâmpadas inteligentes são uma alternativa para as pessoas que gostam de tecnologia e de economizar. Após a implementação da bandeira vermelha na conta de energia, a única opção é buscar eletrônicos que economizam. Pensando nisso, nós do Boas Ideias falaremos sobre as lâmpadas Inteligentes, e se realmente economizam.

O que são lâmpadas inteligentes?

As lâmpadas Inteligentes nada mais é que dispositivos que podem ser controlados por um aplicativo no smartphone ou até mesmo por outros dispositivos de controle de voz, como o Google Assistente e a Alexa. Contudo, o dono da lâmpada pode dar comandos a lâmpada pelos dispositivos e programar horários em que a lâmpada acenderá e apagará, e até controlar a intensidades. Geralmente, os modelos mais conhecidos no Brasil são os da Philips, Xiaomi, Positivo e Intelbras.

Publicidade

Como funcionam essas lâmpadas?

Essas lâmpadas são projetadas para se conectar via Wi-Fi, mas alguns modelos também possuem conectividade Bluetooth, como C by GE e Philips Hue. De modo geral, cada dispositivo possui sua maneira de funcionar. No entanto, não precisa se preocupar, já que foram feitas para serem configuradas facilmente, basta seguir as instruções dos aplicativos. O usuário pode controlar a intensidade da lâmpada por meio do celular, utilizando o aplicativo próprio. Além disso, a grande maioria é compatível com dispositivos controlados por voz, basta configurar no aplicativo e dar o comendo de voz. Entretanto, saiba que o processo de configuração é muito cómodo, veja o passo a passo de como configurar:

  1. Primeiramente, coloque a lâmpada no bocal, e aperte o botão do disjuntor três vezes seguidas;
  2. Após isso, a lâmpada começará a piscar sem parar, abra o aplicativo e conecte a rede WIFI que a lâmpada ficará ligada;
  3. Aperte na função continuar e espere o aplicativo achar o dispositivo;
  4. Por fim, o aplicativo voltará para a interface e agora é só controlar.

Essas lâmpadas economizam realmente?

Inicialmente, essas lâmpadas podem economizar na conta de luz por meio do método de operação mais razoável. Uma vez que fornecem a possibilidade de controle remoto e gerenciamento preciso via Internet, geralmente usando aplicativos ou serviços de casa conectada, os usuários podem definir configurações precisas para a lâmpada.

Publicidade

Por isso, o tempo de trabalho pode ser regulado de forma a garantir que a luz se apaga na hora certa, de forma a evitar o desperdício de luz quando não há ninguém na divisão. Porém, outra característica é o sistema de iluminação, que costuma utilizar LEDs, tecnologia mais eficiente que as tradicionais lâmpadas de tungstênio ou mesmo fosforescentes. Além de mais eficientes, também permitem ajustes de intensidade.

As lâmpadas comuns não consomem energia quando estão desligadas. O modelo inteligente consome energia, o que é um fator negativo a se considerar mesmo quando está fora de serviço. Afinal, o dispositivo precisa estar o tempo todo com o disjuntor ligado, então haverá um gasto, mesmo que seja pequeno.

LEIA TAMBÉM: Você sabia que o combustível GNV é até 60% mais econômico que o etanol e a gasolina?

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*